quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Natal



  • "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu;
  • o governo está sobre os seus ombros;
  • e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.”

Isaías 9:6

domingo, 20 de dezembro de 2009

Abraço...



Hoje... Hoje só queria aquele ABRAÇO!! O prometido... O que é nosso de direito e que a vida nos deve.
Hoje? Hoje só queria o nosso ABRAÇO... o prometido, o eterno!
Hoje sim, como ontem e como sempre... queria aquele ABRAÇO! (F)

domingo, 13 de dezembro de 2009

A vida inteira não tem fim

video
"Sei no nosso amor tão forte em mim
A vida inteira não tem fim
Por mais que queira
Sei e nada vai poder mudar
Esse desejo de ficar
Na vida inteira p´ra saber

A luz do amor brilha na areia
E o teu olhar é fogo em mim
Amor meu amor a vida inteira
Não chega p´ra te amar assim
Na luz do amor brilha na areia
E o teu olhar é fogo em mim
Amor, meu amor a vida inteira
Não chega p´ra te amar assim

Sei que o nosso amor vai p´ra ficar
Mesmo que doa eu vou esperar
A vida inteira
Li pela vida passa sobre nós
E por amor não estámos sós
Pela alma inteira p´ra viver

A luz do amor brilha na areia
E o teu olhar é fogo em mim
Amor, meu amor a vida inteira
Não chega p´ra te amar assim"

sábado, 12 de dezembro de 2009

Decorar a alma...


"Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.

Portanto, plante seu jardim e decorre sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores."

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Chantilly..





"Sabes quando te apetece morangos com chantilly e descobres que no teu frigorifico não há chantilly? A solidão é isso. Querer alguém e descobrir que esse alguém não está connosco. Hoje sinto-me assim, a comer morangos sem chantilly".

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

domingo, 6 de dezembro de 2009

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009


"(...)Dos anjos, que outrora baixaram da esfera,
Morada longínqua dos anjos de Deus,
São prantos o orvalho, que o amor os vertera,
Depois que perdidos volveram-se aos céus.
Baixados à terra sedentos de amores
Gozaram delícias de um breve durar;
Depois em lembrança dos tempos melhores
Os anjos à noite costumam chorar. (...)"


Gentil Braga


.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Utopia



"Se as coisas são inatingíveis... ora!


Não é motivo para não querê-las...


Que tristes os caminhos, se não fora


a presença distante das estrelas!"




Mário Quintana




segunda-feira, 30 de novembro de 2009




"Faz da tua alma um diamante. Por cada novo golpe uma nova face, para que um dia ela seja toda luminosa."




(Rogelio Stela Bonilla)

sábado, 28 de novembro de 2009


Tomara que você volte depressa

Que você não se despeça

Nunca mais do meu carinho

E chore, se arrependa

E pense muito

Que é melhor se sofrer junto

Que viver feliz sozinho


Tomara Que a tristeza te convença

Que a saudade não compensa

E que a ausência não dá paz

E o verdadeiro amor de quem se ama

Tece a mesma antiga trama

Que não se desfaz

E a coisa mais divina

Que há no mundo

É viver cada segundo

Como nunca mais...


segunda-feira, 23 de novembro de 2009



"Geme o restolho, triste e solitário
a embalar a noite escura e fria
e a perder-se no olhar da ventania
que canta ao tom do velho campanário.

Geme o restolho, preso de saudade
esquecido, enlouquecido, dominado
escondido entre as sombras do montado
sem forças e sem cor e sem vontade.

Geme o restolho, a transpirar de chuva
nos campos que a ceifeira mutilou
dormindo em velhos sonhos que sonhou
na alma a mágoa enorme, intensa, aguda


Mas é preciso morrer e nascer de novo
semear no pó e voltar a colher
há que ser trigo, depois ser restolho
há que penar para aprender a viver


E a vida não é existir sem mais nada
a vida não é dia sim, dia não
é feita em cada entrega alucinada
pra receber daquilo que aumenta o coração"



Mafalda Veiga

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Anjo Caído...


"Prendo, no sono, o sonho para te ver,
Fico cega se em mim não te sentir,
Fios de seda - não te deixem partir!"(L)

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Uma Lição...

video Beijo...e pétalas!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Missão




Há dias assim... Percorro este mundo com a sensação de que não era assim que o deveria percorrer. Sinto que sigo um atalho e fui desviada da estrada principal.

Não quero chegar mais depressa... quero chegar contigo.

Não é esta a minha missão.


terça-feira, 8 de setembro de 2009

(S)

(S)(S)(S)(S)(S)(S)(S)(S)(S)...............................................................

sexta-feira, 31 de julho de 2009

sábado, 25 de julho de 2009

Em mais uma língua...

video

Uma flor do jardim do coração, porque há coisas que o tempo não muda... (F)

sábado, 18 de julho de 2009

Vento


E este vento...! Sempre este vento... que não sei se geme, não sei se canta!
.
.
.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Quero apenas cinco coisas...


Quero apenas cinco coisas..

Primeiro é o amor sem fim

A segunda é ver o Outono

A terceira é o grave Inverno

Em quarto lugar o Verão

A quinta coisa são teus olhos

Não quero dormir sem teus olhos.

Não quero ser... sem que me olhes.

Abro mão da Primavera para que continues me olhando.



Pablo Neruda


Eu trocaria a quarta pela quinta, e quereria só as quatro .....
.

domingo, 5 de julho de 2009

Lua Adversa

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida, fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,tenho outras de ser sozinha

Fases que vão e que vêm,no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário inventou para meu uso.
E roda a melancolia seu interminável fuso!

Não me encontro com ninguém (tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,o outro desapareceu


Cecília Meireles

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Amigos


Ontem, num pequeno passeio à beira-mar, encontrei amigos que não esperava naquela hora... Palavra puxa palavra... e fui convidada para ir jantar "lá a casa", comemorar o São João, diziam eles, mas sem sardinhas:) Fui!!

À hora do jantar íamos nós a caminho com as compras ainda no carro.

Chegámos... Lava-se louça, prepara-se o grelhador para o seu grande dia de estreia,...o cozinheiro pôs mãos à obra e a obra nasce: carnes grelhadas, as salsichas da Catarina, migas à moda do Isaac,..., e um pão de ló divinal...
Jantámos à hora da ceia:) E que bem que soube!
Pôs-se a conversa em dia, registaram-se momentos para recordar...Tinha saudades vossas.
Éramos quatro...dos bons, embora em pensamento fôssemos pelo menos cinco! No fim toma-se um café e volta-se a casa de alma aquecida. Que bom que ainda há verdadeiros jantares/ceia de amigos...!Que bom que existem!! Beijos a todos.

domingo, 14 de junho de 2009

Domingo


Estou na manhã de mais um Domingo...
Desde criança que o Domingo não é o meu dia de eleição.
Já acordei há algum tempo.
Vim sentar-me aqui, fazendo o que não é suposto fazer-se a um Domingo, mas vim.
Tenho à minha volta os papéis, os cadernos, e à frente este computador. Trabalho!
Por momentos parei. Procuro a concentração que não consigo.
A cabeça parece fervilhar de tantas coisas que vou apontando para não esquecer. Por vezes não sei por onde começar nem prevejo o fim...
O lado profissional começa a ser inundado pelo meu EU que quer mostrar que está ali e não se cala.
Lembra-me do labirinto que pareço ser e das portas que não consigo encontrar... As janelas que se abrem e num instante me deixam a olhar para elas, já fechadas.
Serão tão complicados os corredores que me percorrem? Ou tão difícil o caminho por eles...?
Sou eu... Se derrubar muitas das paredes deixo de ser eu... Deixo de ter os meus... os nossos recantos!...
Bj


sexta-feira, 22 de maio de 2009

Fui devagarinho video
com medo de falhar
não fosse esse o caminho certo
para te encontrar
fui descobrindo devagar cada sorriso teu
fui aprendendo a procurar
por entre sonhos meus

Eu fui assim chegando
sem entender porquê já
foram tantas vezes
tantas, assim como esta vez
mas é mais fundo o teu olhar
mais do que eu sei dizer
é um abrigo para voltar
ou um mar para me perder.

Cá fora, o vento nem sempre
sabe a liberdade
a gente finge mas sabe que não é verdade
foge ao vazio
enquanto brinda, dança e salta
eu trago-te comigo
sinto tanto, tanto a tua falta.

Eu fui entrando, pouco a pouco
abri a porta e vi
que havia lume aceso e um lugar para mim
quase me assusta descobrir
que foi esse amor
que a vida inteira procurei
entre a paixão e a dor.

Cá fora, o vento nem sempre
sabe a liberdade
a gente perdida balança entre o sonho e a verdade
foge ao vazio
enquanto brinda, dança e salta
eu trago-te comigo
sinto tanto, tanto a tua falta.

Cá fora, o vento nem sempre, sabe a liberdade
a gente perdida balança entre o sonho e a verdade
foge ao vazio
enquanto bebe, dança e ri
eu trago-te comigo
e guardo este abraço só pra ti.

domingo, 10 de maio de 2009

Raízes


"Tu eras também uma pequena folha que tremia no meu peito.

O vento da vida pôs-te ali.

A princípio não te vi: não soube que ias comigo,

até que as tuas raízes atravessaram o meu peito,

se uniram aos fios do meu sangue,

falaram pela minha boca,

floresceram comigo."


Pablo Neruda

domingo, 5 de abril de 2009

Não sabes


video




A Ilha dos sentimentos


"Era uma vez uma ilha onde moravam todos os sentimentos. A alegria, a tristeza, a vaidade, a sabedoria, o amor e outros. Um dia, avisaram os moradores desta ilha que ela seria inundada. Apavorado, o amor cuidou para que todos os sentimentos se salvassem. Ele disse: fujam a ilha será inundada.
Todos correram e pegaram nos barquinhos para irem a algum lugar do morro, bem alto e seguro. Só o amor não se apressou. Ele queria ficar um pouco mais com sua ilha.
Quando estava quase a afogar-se, correu para pedir ajuda.
Vinha vindo a riqueza e ele disse: Riqueza levas-me contigo? Não posso, o meu barco está cheio de prata e ouro, tu não cabes".
Passou então a vaidade e ele pediu: Vaidade levas-me contigo? Não posso, vais sujar o meu barco.
Passou a tristeza. Tristeza , posso ir contigo?
Ah! Amor, eu estou tão triste que prefiro ir sozinha.
Passou a alegria, mas a alegria estava tão alegre que não viu o amor.
Já desesperado e achando que ia ficar só, o amor começou a chorar.
Então, passou um barquinho com um velhinho que falou: Sobe amor, eu te levo.
O amor ficou tão feliz que até esqueceu de perguntar o nome do velhinho.
Chegando no morro alto, perguntou à sabedoria: Sabedoria, quem era o velhinho que me trouxe até aqui?
O tempo. O tempo? Mas por que só o tempo me trouxe até aqui? Porque só o tempo é capaz de ajudar a entender...
UM GRANDE AMOR."

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Quando eu quero falar com Deus...




"Quando quero falar com Deus, eu apenas falo.
Quando eu quero falar com Deus, às vezes me calo... "
video

quarta-feira, 1 de abril de 2009

"Lágrimas Ocultas"


Se me ponho a cismar em outras eras
Em que ri e cantei, em que era querida,
Parece-me que foi noutras esferas,
Parece-me que foi numa outra vida...

E a minha triste boca dolorida,
Que dantes tinha o rir das primaveras,
Esbate as linhas graves e severas
E cai num abandono de esquecida!
E fico, pensativa, olhando o vago...

Toma a brandura plácida dum lago
O meu rosto de monja de marfim...
E as lágrimas que choro, branca e calma,
Ninguém as vê brotar dentro da alma!
Ninguém as vê cair dentro de mim!

Florbela Espanca

sábado, 17 de janeiro de 2009

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

O meu Pipoca..... :(


Hoje mais uma vez amanheci numa esperança... a de que a manhã tivesse trazido o "Pipoca" com ela.
O Pipoca é um gatinho que foi acolhido enquanto bebezinho! Desde os primeiros diazitos que ter-se-á perdido da mãe...Estava cá em casa há três mesitos e deve ter talvez uns cinco...Guardava ainda o vício de "xuxar" quem o acarinhava, como se da mãe se tratasse, ainda que isso o fizesse um "melguinha". Era um gato cheio de mimo e com muito carinho para dar. Amoroso e melado. Com o nosso gatinho mais velho, o seu mestre, aprendeu a dar umas escapadelas até às casas dos vizinhos, onde as crianças o adoravam.
Faz hoje 3 dias que não o voltámos a ver, depois do leitinho matinal. Procurámos tudo...e nada! Sei que não é uma pessoa e pode parecer estranho a quem não nutre afecto por animais, mas sinto tanto a falta dele... :(

Até a casa está mais silenciosa...

NeoEarth